Sexta-feira, Janeiro 27Bem-vindo

Mês: Setembro 2020

“BEM”
Dicionários > Importantes 1

“BEM”

Bem, ou verdade justa é apenas a conduta ou o motivo justificável, seja ela consciente ou inconsciente, ou seja quando o agente tem motivos que se enquadrem nas causas de exclusão da ilicitude e da culpa, nos termos do artigo 31.º do Código Penal (ver as definições de "mal", “dolo” e de “ilicitude”). Bem e Verdade-justa, é praticar e defender a lei, ser cuidadoso, não agir sem respeitar os outros, é o ensino verdadeiro e igual, é fundamentar e explicar, é a liberdade, a coragem, o direito e a justiça, é denunciar crimes ou perigosidades e resistir contra a tirania e a ditadura, é a vida, o amor, a responsabilidade, a felicidade e a alegria, ser atencioso, simpático e agradável. Os bons podem ter ou não crença em Deus e na punição depois da morte. É a corrente ou intuição humana que ...
“CONTRADITÓRIO”
Dicionários > Importantes 1

“CONTRADITÓRIO”

Contraditório, existe quando as partes são testadas igualitariamente pelo tribunal e ambas participam no processo, quer impugnando a aplicação errada ou mal interpretada das normas, quer requerendo e garantindo direitos, e quer dando explicações e oferecendo provas sobre os factos alegados, nomeadamente sobre a causa objectiva (a ideologia do agente ou um contrato, organização ou ordem ilegítima) e os motivos subjectivos (aquilo que cada um dos agentes pretendia obter com os factos praticados, aderindo à causa objectiva ou à ideia e conduta de alguém), o que implica verificar e mostrar claramente qual das partes é afinal o autor, o cúmplice ou comparticipante dos factos que constituem crimes, sabendo-se que o autor é quem se determina a si mesmo ou quem determina outrem à prática do crim...
Como se cria uma ditadura em democracia e em todas as formas de governo
Especiais > Estudo, Investigação e Reflexão

Como se cria uma ditadura em democracia e em todas as formas de governo

Sabe para que serve a corrupção, o branqueamento de capitais e o desvio da despesa pública através de actividades forçadas. A corrupção e o desvio de fundos ou a sua aplicação escondida serve para criar uma rede de instituições e associações falsas, para garantir esse desvio e instalar uma dinastia de famílias de um partido político ou de partidos politicos de outros países e culturas, ou de uma verdade ideológica, distribuídos por vários partidos políticos, para que se possa distribuir a mesma dinastia por pessoas, entidades e empresas, criando uma rede de interesses que passa a representar ou a substituir a lei e o direito (Exemplo: A dinastia africana Costa, Santos, Silva). Mas tal não aconteceria se existissem os regulamentos interpretativos das leis e as respectivas minutas, pa...
Desviam os fundos das associações e criam entidades falsas para branqueamento da despesa pública e das actividades terroristas.
DESTAQUES, Estado > Autarquias

Desviam os fundos das associações e criam entidades falsas para branqueamento da despesa pública e das actividades terroristas.

Perante a queixa dos lesados encomendam acusações, sentenças e acórdãos à sua família (a ditadura ou dinastia dos Costas, Santos, Silvas, Soares e Lopes). É assim que conseguem negar o contraditório e pagar a corrupção aos patronos e defensores (advogados de uma e de outra parte) para forjar os factos e a prova em processos penais e administrativos. Os processos são encomendados e pagos por corrupção inesgotável aos advogados testas de ferro, e estes distribuem as luvas, empregos e negócios por outros advogados, magistrados e polícias. A corrupção é inesgotável porque é induzida astuciosamente à despesa pública da Câmara Municipal do Seixal, através de orçamentos e actividades associativas falsas ou no mínimo ilegais. Ver como » PORQUE NÃO HÁ PENA DE MORTE PARA DITAD...
A Eutanásia é mais uma lei para eliminar a raça branca ou gaseamento terminal
Especiais > Estudo, Investigação e Reflexão

A Eutanásia é mais uma lei para eliminar a raça branca ou gaseamento terminal

Reflexão Portugal tem médicos psiquiatras devidamente formados? Se houvessem médicos de direito (psiquiatras) eles não seriam obrigados a detectar uma ditadura ou a pessoa perseguida, e obrigados a denunciar os factos de forma anónima mas oficial para actuar em tempo útil (sistema de denúncia anónima e oficial para substituir a eliminação da censura que era a lei imediata ou para o dia a dia). Não haverá motivo escondido através da indução de doença para criar doentes terminais ou gaseamento nazi para conquistar território global (pandemia)? 1. O QUE É UM MÉDICO PSIQUIATRA? Psiquiatria, em Portugal é uma das especialidades da medicina, basicamente responsável pelo diagnóstico e tratamento dos chamados Transtornos Mentais e de Comportamento, actuando com a prevenção, o ...
CLÁUDIA PINA<br>Faz parte de uma lista de falsificadores judiciais.<br> <small class="subtitle">Uma lista crescente devido ao ensino falso e à corrupção inesgotável nos tribunais.</small>
Especiais > Rui Pinto

CLÁUDIA PINA
Faz parte de uma lista de falsificadores judiciais.
Uma lista crescente devido ao ensino falso e à corrupção inesgotável nos tribunais.

Nota: Esta noticia ainda vai ser melhorada, por favor aguarde um pouco ou vá lendo a informação disponível. Com o devido respeito e salvo melhor entendimento... analisando o documento nº 2, abaixo, Claudia Pina não é Juiz de Direito, será uma impostura ou então em vez do exercício de funções tem uma actividade paralela através desse exercício usando a fé-pública de juiz para as suas actividades criminosas violentas na Justiça (a falsificação das decisões judiciais a troco de corrupção ou por outro motivo mas certamente ilícito). Repare no acórdão abaixo (Doc. nº 2), falsificado pelo colectivo de juízes: Manuel Soares, Nelson Escórcio e Cláudia Pina, a Juiz de instrução no processo de Rui Pinto. As falsificações são notórias, e por causa disso o arguido foi preso em 2017, sete an...
ESTATUTO DO DENUNCIANTE<br>Astúcia da Ministra da Justiça não passa despercebida!
Especiais > Rui Pinto

ESTATUTO DO DENUNCIANTE
Astúcia da Ministra da Justiça não passa despercebida!

Cada vez que se descobre um crime cometido pelo Estado Português e as empresas dos políticos, aparece logo alguém a criar uma nova lei para reforçar a protecção da burla como verdade ideológica porque a anterior lei já não serve (o cidadão já descobriu a fraude da lei). Ora, o estatuto do denunciante não é preciso, o que é preciso é prender os magistrados falsificadores e corruptos do regime nazi que apanhou todos os partidos o poder executivo, o legislativo e a justiça, porque os factos de Rui Pinto se enquadram exactamente nos artigos 31.º, 34.º e 35.º do Código Penal, em face do regime que nega a queixa e a justiça contra funcionários e seus familiares, devido à ditadura dos Costas e Silvas africanos (estão em todo o lado e em todos os tribunais através dos sindicatos que falsificam...
“VERDADE IDEOLÓGICA”
Dicionários > Importantes 1

“VERDADE IDEOLÓGICA”

VERDADE-IDEOLÓGICA VERDADE-JUSTA Verdade Ideológica, meia verdade ou realidade apenas vivida pelo agente ou que representa um interesse particular, ou seja, antes de ser confrontada com outras verdades e direitos de outras pessoas, o uso da analogia nas decisões com um pensamento privado ou colectivo e cultural. Pode significar a verdade particular de cada uma das partes em conflito porque cada um tem a sua ideia ou interpretação sobre direitos, ou então a intuição individual ou colectiva das pessoas que usam meias-verdades, meia-legalidade, normas-ideológicas ou analogia, obscuridade ou o uso de chavões em vez de fundamentos para o seu comportamento ou do seu grupo estereótipo (exemplos: racismo, direita, fascista, trabalhadores, liberdade, igualdade, etc.). Tal serve para ati...
BARREIRO<br>Sinalização falsa e captura de multas com espera da PSP.<br> <small class="subtitle">As burlas das câmaras municipais e da PSP só porque as receitas são para ambos.</small>
3. ESTADO, Estado > Autarquias, Estado > Sindicatos

BARREIRO
Sinalização falsa e captura de multas com espera da PSP.
As burlas das câmaras municipais e da PSP só porque as receitas são para ambos.

O sinal com setas a preto e fundo branco não existe no Código da Estrada, a intenção desta rede de burla é transformar o sinal de afectação de vias em sinal de obrigação de seguir em frente no cruzamento (sinal falso), em contradição com o tracejado da via. Para iludir os condutores no cruzamento não havia na altura sinal de proibição de voltar à esquerda e o tracejado da estrada é descontínuo o que é uma contradição com o referido sinal. Ou seja, os condutores no cruzamento viravam à esquerda e a PSP aparecia de imediato no parque de estacionamento, que fica à direita depois do Barreirense, afirmando que o condutor tinha cometido uma infracção de trânsito. Aquele sinal para ser verdadeiro não pode ter divisão ao meio entre as setas, e no cruzamento teria de existir um sinal de proi...