Sexta-feira, Janeiro 27Bem-vindo

Mês: Setembro 2020

“INOCENTE”
Dicionários > Importantes 2

“INOCENTE”

Inocente, pessoa falsamente incriminada pelo poder sombra e corrupção de funcionário, magistrado ou jornalista, e/ou que não sabe o que se está a passar ou porque está a ser acusada uma vez que nada tem a ver com a culpa ou com a autoria do um crime, ou então quem é acusado e condenado ilegalmente, o que só pode acontecer de propósito ou por conspiração com o objectivo de esconder o verdadeiro culpado, uma vez que, sem a prova de dolo não é possível acusar e muito menos condenar, e por outro lado é sempre possível provar o autor doloso dos factos porque a sociedade é indivisível e tudo o que não é relativo não existe. Inocente é a pessoa que se encontra dentro da lei ou que aplicou um direito natural e por isso legítimo ou dentro da lei. pessoa que desconhece o assunto ou nunca part...
“LESADO”
Dicionários > Importantes 2

“LESADO”

Lesado, alguém em perseguição ilícita ou que sofre um prejuízo (sem ter culpa de nada), a violação de um contrato, uma acusação ou condenação ilegal, um imposto ilegal, um dano contra a honra, a moral, físico, material, social ou económico.
“VÍTIMA”
Dicionários > Importantes 2

“VÍTIMA”

Vitima, ou é pessoa que não tem interesse particular no resultado mas em razão da sua capacidade ou qualidades tem o dever de praticar o facto para proteger terceiros ou a sua comunidade, ou então é a pessoa dominada por coação e corrupção ou que não tem alternativa em face de uma ameaça contra si ou contra os seus, ou por exemplo com medo de perder o emprego. Pessoa de alguma forma dominada ou obrigada a executar ordens ilegítimas pela tirania ou organização, e através de corrupção, por medo de represálias, ameaças de morte contra si ou a família, retirada de rendimento ou perda de trabalho, normalmente um policia, funcionário como cúmplice, comparticipante ou aproveitador, com ou sem intenção, engano por astúcia do autor, ou então por conformação. Também pode ser pessoa muito próxima...
Começou a “MATAR” as Associações Juvenis por motivos partidários<br>
DESTAQUES, Estado > Institutos

Começou a “MATAR” as Associações Juvenis por motivos partidários

Acontece desde 1996/7. Família "Lopes", distribuída por institutos e GNR, matam empresários por actos simulados para roubar entidades e as suas actividades (os nazis). Parece inacreditável mas os nazis sempre o foram. Fátima Lopes, da máfia socialista Lopes. Os actos ou atentados são realizados por simulação de doença, rixa, suicídio e acidente. Quando não o conseguem persegue as vítimas através dos Tribunais e da GNR detidos pelo nazismo negro de Angola, Moçambique e Guiné, que é composto pela dinastia africana terrorista Costa, Santos, Silva, oriunda dos partidos comunistas africanos a partir de Orlando da Costa (os barões negros da escravatura). As actividades são roubadas aos fundadores de associações e empresas para depois serem abertas, com outra designação e em outros l...