Domingo, Dezembro 4Bem-vindo

Mês: Abril 2021

ENRIQUECIMENTO ILICITO<BR>Blefar é aposta de Marcelo e do Parlamento ditador para fazer das leis um jogo de poker?<br><br>Pela Constituição nenhum enriquecimento é lícito, e quem criou a corrupção e o enriquecimento é que agora quer acabar com eles?<br><br>Lógicament que só há corrupção através da retaguarda dos tribunais e além disso ela nunca foi julgada colectivamente.<br><br>Onde está a lei contra a corrupção nos tribunais para protecção de atentados e encomenda de processos destinados à eliminação partidária e cultural e roubar carros, casas, empresas e associações?<br><br>O Mundo está de novo a implodir, até no futebol os resultados são todos combinados pelos democratas.
8. ACTUALIDADE, DESTAQUES, Especiais > Estudo, Investigação e Reflexão

ENRIQUECIMENTO ILICITO
Blefar é aposta de Marcelo e do Parlamento ditador para fazer das leis um jogo de poker?

Pela Constituição nenhum enriquecimento é lícito, e quem criou a corrupção e o enriquecimento é que agora quer acabar com eles?

Lógicament que só há corrupção através da retaguarda dos tribunais e além disso ela nunca foi julgada colectivamente.

Onde está a lei contra a corrupção nos tribunais para protecção de atentados e encomenda de processos destinados à eliminação partidária e cultural e roubar carros, casas, empresas e associações?

O Mundo está de novo a implodir, até no futebol os resultados são todos combinados pelos democratas.

Introdução: Nenhum enriquecimento está previsto na Constituição e por isso nunca é lícito, pois tudo o que a Constituição omite não pode existir. O que não está previsto na Constituição e nas leis carece de autorização constitucional, nomeadamente uma forma de realizar e de interpretar uma lei ou de obter um benefício por acção ou omissão. Mas em Portugal há quem invente normas ideológicas para realizar crimes de abandono e crimes fiscais. Por exemplo, criar formas de fugir aos impostos é um crime fiscal e económico para enriquecimento ilicito, o que só pode ser obrido através da corrupção de funcionários que assim também enriquecem. Por outro lado os políticos são todos pobres porque a sua riqueza está escondida, nomeadamente em negócios e testas de ferro distribuídos e...
IVO ROSA<br>Um julgamento a fazer-se passar por Decisão Instrutória<br><br>MAIS UM POLÍTICO QUE SERVE O DIREITO.<br><br>O Juiz só conhece prazos porque para aplicar direito penal é preciso indicar a prova das partes e decidir através da comparação com a lei (assim se identifica o direito).<br><br>O Juiz arrogou-se em direito fiscal pois nem apresentou o respectivo perito, ele sabe tudo sendo a própia lei.<br><br>É mais “um maluquinho da Silva” (Lula), aliás uma expressão popular que “de algum lado lhe vem”.
DESTAQUES, Especiais > Estudo, Investigação e Reflexão, Justiça > Decisões Falsas

IVO ROSA
Um julgamento a fazer-se passar por Decisão Instrutória

MAIS UM POLÍTICO QUE SERVE O DIREITO.

O Juiz só conhece prazos porque para aplicar direito penal é preciso indicar a prova das partes e decidir através da comparação com a lei (assim se identifica o direito).

O Juiz arrogou-se em direito fiscal pois nem apresentou o respectivo perito, ele sabe tudo sendo a própia lei.

É mais “um maluquinho da Silva” (Lula), aliás uma expressão popular que “de algum lado lhe vem”.

INTRODUÇÃO Num estado de direito não há tribunais mas sim a PIDE para caçar os criminosos antes dos seus crimes e antes que persigam o Povo... E também a censura democrata, não só para garantir a liberdade através da igualdade, mas também para eliminar à partida os crimes dos políticos cometidos através da imprensa. Os tribunais só existem sobretudo numa ditadura ou estado terrorista, onde os políticos são os criminosos, pois sendo um estado sombra precisam de uma rectaguarda sob a capa de fé-pública. Existindo os tribunais é lógico que servem para lavar todo o tipo de crimes do prório Estado, porque é o Governo que nomeia o Procurador Geral da Repúblpica e até tem um ministério da justiça, e a maioria dos magistrados, advogados e comandantes de polícia são da familia do ...
O GOVERNO TERRORISTA DE SÓCRATES<BR>ATÉ NO ENSINO SUPERIOR<BR>A Estratégia Socialista da Propaganda de Apoios que Nunca Existem só para Captura de Votos<BR><BR>Hoje como antes, quer no Governo de Sócrates e de Passos Coelho e de António Santos Costa, o Ministério da Educação e a DGES são organizações criminosas ao mais alto nível e especialmente para extermínio dos estudantes portugueses.<BR><BR>O SOCIALISMO OU DEMOCRAIA É A FALSIFICAÇÃO DE TODOS OS VALORES OU A DOENÇA DO ESQUERDISMO?
DESTAQUES, Especiais > Estudo, Investigação e Reflexão

O GOVERNO TERRORISTA DE SÓCRATES
ATÉ NO ENSINO SUPERIOR
A Estratégia Socialista da Propaganda de Apoios que Nunca Existem só para Captura de Votos

Hoje como antes, quer no Governo de Sócrates e de Passos Coelho e de António Santos Costa, o Ministério da Educação e a DGES são organizações criminosas ao mais alto nível e especialmente para extermínio dos estudantes portugueses.

O SOCIALISMO OU DEMOCRAIA É A FALSIFICAÇÃO DE TODOS OS VALORES OU A DOENÇA DO ESQUERDISMO?

INTRODUÇÃO Tal como na Alemanha Nazi, ou regime sombra sob a capa de fé-pública, só vendo é que se acreditou. Mas só podemos ver se os sobreviventes conseguirem fugir e denunciar, o que nem sempre é fácil porque as pesssoas perseguidas são quase sempre chamados de doentes mentais ou paranoicos com a mania da perseguição. Tal acontece porque os c rimimnosos e as seitas no exercício de funções querem manter o poder público com o privado, uma vez que são materialistas e mercenários da vida sem trabalho. Mas a verdade é que os políticos são as únicas pessoas que cometem crimes inacreditáveis, e só contra desconhecidos (o Povo) porque ou outros são os amigos ou camaradas. Tais pessoas são portadoras da doença do esquerdismo em elevado grau, pessoas que têm prazer através do ma...
“LEI É LEI.”<br>Disse o Primeiro Ministro sem saber o que Ela é… Como se o direito não existisse ou o TC pudesse substituir o conjunto Parlamento/Presidente por omissão e em estado de emergência!…<br><br>“… o Presidente da República e a AR, e apenas em conjunto, podem violar a Constituição e qualquer lei em caso de urgência, estado de sítio ou de emergência, quando tal seja imprescíndível para garantir direitos maiores (é para isso que serve o estado de emergência)…<br><br>… uma ilegalidade, para ser revogada, o acto não pode ser ilicito ou ser um direito ou necessidade maior, em razão das circunstâncias… a lei não se determina a si mesma mas é determinada pelo maior direito e o maior dever”.
DESTAQUES, Especiais > Estudo, Investigação e Reflexão

“LEI É LEI.”
Disse o Primeiro Ministro sem saber o que Ela é… Como se o direito não existisse ou o TC pudesse substituir o conjunto Parlamento/Presidente por omissão e em estado de emergência!…

“… o Presidente da República e a AR, e apenas em conjunto, podem violar a Constituição e qualquer lei em caso de urgência, estado de sítio ou de emergência, quando tal seja imprescíndível para garantir direitos maiores (é para isso que serve o estado de emergência)…

… uma ilegalidade, para ser revogada, o acto não pode ser ilicito ou ser um direito ou necessidade maior, em razão das circunstâncias… a lei não se determina a si mesma mas é determinada pelo maior direito e o maior dever”.

Lei, é o caminho para o direito e para o dever, na forma escrita e emanada pela entidade soberana a partir das suas fontes (a sociedade), sendo que o primeiro dever é apenas o comportamento e o direito é a base de partida de todos os deveres, ou seja, não podem existir deveres sem que primeiro os direitos estejam garantidos, excluindo-se comportamento como único dever que se impõe antes de qualquer direito diverso, e não sendo pois possível exigir um dever através de anterior negação de direitos, o que não é mais do que uma astúcia politica de utilizar o exercício de funções como abuso de poder de uma organbização paralela ou meio de extorção, revolução, ditadura, captura, assalto e roubo ou terrorismo. O argumento de Costa é a lei mas não há lei sem facto, ou seja, não pode si...