Quinta-feira, Outubro 6Bem-vindo

Estado > Institutos

CUIDADO COM AS FALSIFICAÇÕES NO IMT!..<br><br> Controlado pela ditadura colectiva ou dinastia  Costa, Santos, Silva, PAN e PEV (Silvas) PC e PS (Santos e Costas) e Bloco (Soares), tornou-se numa rede terrorista, ou seja, uma entidade escondida sob a capa de fé-pública?
3. ESTADO, DESTAQUES, Estado > Institutos, Livros > Governo

CUIDADO COM AS FALSIFICAÇÕES NO IMT!..

Controlado pela ditadura colectiva ou dinastia Costa, Santos, Silva, PAN e PEV (Silvas) PC e PS (Santos e Costas) e Bloco (Soares), tornou-se numa rede terrorista, ou seja, uma entidade escondida sob a capa de fé-pública?

O SINTOMA DO NAZISMO OU SISSOMIA É VER FILAS EM TODO O LADO E PARA TUDO POIS TAL SIGNIFICA QUE OS DIREITOS SOLICITADOS ESTÃO A SER SUBSTITUÍDOS POR DIREITOS INVENTADOS, DAÍ O CAMINHAR CONSTANTE PARA OS SERVIÇOS PÚBLICOS (EMPATAR E EXTORQUIR A POPULAÇÃO COMO ESCRAVOS). Atenção à informação postada no website do IMT, entidade controlada pela ditadura ou dinastia africana Costa, Santos, Silva (o Nazismo Negro). Esta informação abaixo é inconstitucional, ou seja, viola todos os princípios constitucionais, sendo apenas normas ideológicas (normas falsas e destinadas ao regime nazi de confundir a população e empatá-la o mais possível para que outra raça ocupe todos os espaços, entidades e empregos). Como se sabe a Presidência da República abandonou todas as suas funções e sendo pois...
Burla no IMI e no IRS, seguida de penhora falsa entre a 1ª Repartição de Finanças do Seixal e o Banco Santander
Estado > Institutos

Burla no IMI e no IRS, seguida de penhora falsa entre a 1ª Repartição de Finanças do Seixal e o Banco Santander

Repare no sistema de burla habitual do Nazismo-negro infiltrado (os barões negros de Angola, Moçambique e Guiné, instalados no Seixal, que usam o poder político e o território como sua colónia e a população branca como escravos). Sobre a falsidade do IMI A 1ª Repartição de Finanças do Seixal emite uma notificação para o nome e morada de um contribuinte cujo artigo ou prédio não é dele. Depois o Santander, se é que esta alegada dívida e penhora é referente ao IMI, emite uma carta de penhora, ou seja, a burla é repartida entre as duas entidades. Primeiro a penhora não foi comunicada pela entidade competente e depois ainda por cima o banco alude a uma norma fiscal e não a uma norma bancária e sem supervisão do Banco de Portugal. A burla terá sido combinada entre as duas entidades...
Ofícios do IPJ de Setúbal…<br> O IPJ elimina associações juvenis para roubar as suas actividades (ESTADO TERRORISTA).
CÓDIGOS, Estado > Institutos

Ofícios do IPJ de Setúbal…
O IPJ elimina associações juvenis para roubar as suas actividades (ESTADO TERRORISTA).

Este do documento, carta do IPJ de Setúbal, ao fundo da página, representa uma das minutas nazis ou socialistas, é usada pelo IPJ de Setúbal para eliminar associações. Esta organização cria a eliminação dos fundadores das entidades publicas, associações e empresas e com a intenção de eliminar a sua cultura natural, depois abre as suas actividades através de entidades fictícias dedicadas ao branqueamento de capitais, colégios internos para educar crianças raptadas, ou para usar as deslocações das entidades como meio de esconder reuniões de conspiração, cuja despesa é paga em coligação com as Câmaras Municipais, outros institutos, e protecção dos tribunais e das policias, nomeadamente a GNR. PROVA DOCUMENTAL: Processo Nº 2139-05.7PBSTB - Maria de Fátima Lopes, assistente e queixosa, Pat...
Começou a “MATAR” as Associações Juvenis por motivos partidários<br>
DESTAQUES, Estado > Institutos

Começou a “MATAR” as Associações Juvenis por motivos partidários

Acontece desde 1996/7. Família "Lopes", distribuída por institutos e GNR, matam empresários por actos simulados para roubar entidades e as suas actividades (os nazis). Parece inacreditável mas os nazis sempre o foram. Fátima Lopes, da máfia socialista Lopes. Os actos ou atentados são realizados por simulação de doença, rixa, suicídio e acidente. Quando não o conseguem persegue as vítimas através dos Tribunais e da GNR detidos pelo nazismo negro de Angola, Moçambique e Guiné, que é composto pela dinastia africana terrorista Costa, Santos, Silva, oriunda dos partidos comunistas africanos a partir de Orlando da Costa (os barões negros da escravatura). As actividades são roubadas aos fundadores de associações e empresas para depois serem abertas, com outra designação e em outros l...