Quinta-feira, Outubro 6Bem-vindo

Justiça > Acórdãos Falsos

O TERRORISMO NA JUSTIÇA PORTUGUESA E O ESTADO DE MARCELO E COMPANHIA<BR><BR>CARLA AMORIM<BR><BR>Mais uma sentença falsificada por corrupção e/ou impostura e como rectaguarda do crime de uma imposição invasora?<BR><BR>VOTAR É MATAR!.. <BR><BR>Porque é que a Polícia Judiciária tinha dito em 2004: “Os Tribunais são a rectaguarda do crime. Cuidado!..”…? Será porque os tribunais são a rectaguarda de uma organização, cultura e raça e da sua ideologia educacional? <BR><BR>UMA COISA É CERTA, NÃO FAZ SENTIDO QUE A SENTENÇA APRESENTE FACTOS DE DOLO E ACABE POR CLASSIFICAR O CRIME COMO NEGLIGÊNCIA E AINDA PARA MAIS GROSSEIRA. A NEGLIGÊNCIA AGORA É DESCULPA PARA O ABANDONO DE FUNÇÕES? TAL NÃO EXISTE SÃO DUAS CONTRADIÇÕES INSANÁVEIS NA INTERPRETAÇÃO DA LEI PENAL PORTUGUESA.
DESTAQUES, Especiais > Estudo, Investigação e Reflexão, Especiais > O Nazismo Negro, Justiça > Acórdãos Falsos, Justiça > Sentenças Falsas

O TERRORISMO NA JUSTIÇA PORTUGUESA E O ESTADO DE MARCELO E COMPANHIA

CARLA AMORIM

Mais uma sentença falsificada por corrupção e/ou impostura e como rectaguarda do crime de uma imposição invasora?

VOTAR É MATAR!..

Porque é que a Polícia Judiciária tinha dito em 2004: “Os Tribunais são a rectaguarda do crime. Cuidado!..”…? Será porque os tribunais são a rectaguarda de uma organização, cultura e raça e da sua ideologia educacional?

UMA COISA É CERTA, NÃO FAZ SENTIDO QUE A SENTENÇA APRESENTE FACTOS DE DOLO E ACABE POR CLASSIFICAR O CRIME COMO NEGLIGÊNCIA E AINDA PARA MAIS GROSSEIRA. A NEGLIGÊNCIA AGORA É DESCULPA PARA O ABANDONO DE FUNÇÕES? TAL NÃO EXISTE SÃO DUAS CONTRADIÇÕES INSANÁVEIS NA INTERPRETAÇÃO DA LEI PENAL PORTUGUESA.

Este artigo pretende ser um estudo e também uma acusação contra quem abandona funções e quer esconder a verdade. Qualquer erro não pode ser censurável em face da ausência de culpa. SABIA QUE SE FOR FUNCIONÁRIO E MATAR UM JUIZ POR NEGLIGÊNCIA A PENA É SUSPENSA? O EXECUTOR AGIU POR SI MESMO OU DETERMINADO COMO VÍTIMA DO ESTADO SOMBRA? PROCESSO 3396/18.4JAPRT HÁ FALSIDADES E GROSSEIRAS NA SENTENÇA? Tendo em conta os dados conhecidos através da Comunicação Social, em concreto o JN, Diário de Notícias e Correio da Manhã, fizémos uma análise sobre este caso. Mas apesar da escassa informação é facil detectar os erros estranhos e as contradiçõs na decisão final ou Sentença/Acórdão. Não é notório que existe uma interpretação falsa na comparação do crime, ou conjunto d...