Sexta-feira, Janeiro 27Bem-vindo

O GOVERNO TERRORISTA DE SÓCRATES
ATÉ NO ENSINO SUPERIOR
A Estratégia Socialista da Propaganda de Apoios que Nunca Existem só para Captura de Votos

Hoje como antes, quer no Governo de Sócrates e de Passos Coelho e de António Santos Costa, o Ministério da Educação e a DGES são organizações criminosas ao mais alto nível e especialmente para extermínio dos estudantes portugueses.

O SOCIALISMO OU DEMOCRAIA É A FALSIFICAÇÃO DE TODOS OS VALORES OU A DOENÇA DO ESQUERDISMO?

INTRODUÇÃO

Tal como na Alemanha Nazi, ou regime sombra sob a capa de fé-pública, só vendo é que se acreditou. Mas só podemos ver se os sobreviventes conseguirem fugir e denunciar, o que nem sempre é fácil porque as pesssoas perseguidas são quase sempre chamados de doentes mentais ou paranoicos com a mania da perseguição.

Tal acontece porque os c rimimnosos e as seitas no exercício de funções querem manter o poder público com o privado, uma vez que são materialistas e mercenários da vida sem trabalho.

Mas a verdade é que os políticos são as únicas pessoas que cometem crimes inacreditáveis, e só contra desconhecidos (o Povo) porque ou outros são os amigos ou camaradas.

Tais pessoas são portadoras da doença do esquerdismo em elevado grau, pessoas que têm prazer através do mal e não pelo bem.

Em Portugal é a mesma coisa desde 1996, depois dos vários atentados contra o poder político da altura, para captura das instituições e autarquias pelos barões negros angolanos, moçambicanos e guineenses, e que começaram a ter como rectaguarda o Nazismo Negro instalado nos tribunais pela dinastiacolectiva Costa, Santos, Silva, Sopares, aliás todos sabemos quem passou pela Administração Interna e pela Justiça desde Guterres até à data, e que instalou o extermínio e a perseguição constante para fazer surgir outra cultura e outra raça.

Agora é quase tudo da dinastia Costa/Santos/Silva/Soares, não só a política mas também a parte cívil, nomeadamenmte a Polícia, os Tribunais, o Ensino, o Emprego, a Segurança-social e a Advogacia. Eles até têm o poder de criar processos-crime encomendados não oficiais, com magistrado, juiz e defensores auto-nomeados (exemplo: processo 1966/12.3eTASXL).

Tudo pertence à máfia, nada é do Povo. Foi tudo roubado por atentados para criar uma cultura terrorista no Estado. Todas as lojas físicas e todas as lojas online são para os comunistas chineses e ninguém pode criar uma empresa ou associação, apenas pode ficar com o Rendimento Social de Inserção até morrer.

E no ensino superior é a mesma dinastia?

Sim, em 2008/2009, quando Sócrates era primeiro ministro, os alunos portuguses esperavam 5 meses para a decisão sobre o pedido da bolsa de estudo, e ao fim desse tempo aparecia a decisão quando a máfia socialista já não conseguir fazer os alunos desistirem dos estudos através da demora.

E tal decisão dizia “Aluno não matriculado”. É o sistema de extermínio dos socialistas quando os alunos são obrigados a desistir porque a bolsa de estudo é apenas uma burla, neste caso a decisão é atrasada de propósito para obrigar os alunos a desistirem, de forma a se poder fundamentar a rejeição da bolsa por o aluno já não estar matriculado.

Ainda hoje é o mesmo esquema, os alunos são atraídos para as universidades como meio de burla e extorsão, cativados por uma lei que existe apenas no papel. A ideia é sacar as economias das famílias e expulsá-los através do abandono de funções na decisão da bolsa de estudo.

As bolsas de estudo são depois desviadas para alunos sombra para sustentar o regime sombra.

Repare no documento abaixo, a data da decisão sobre a bolsa de estudo e a própria decisão.

Data: 28/02/2009, Decisão: Aluno não matriculado.

Só que desta vez o aluno não desistiu, aguentou-se até Abril de 2009, mas mesmo estando a frequentar as aulas e matriculado, a decisão da DGES enuncia que o aluno não está matriculado.

Fundamentos de facto e de direito: Nenhum, ninguém sabe em que se baseia a decisão da DGES em negar a bolsa de estudo, e 5 meses depois da matricula e 4 meses depois do inicio das aulas.

Conclusão a DGES é uma rede terrorista?

Sim, porque faz actividades criminosas persecutórias mas camufladas, ou seja, no exercício de funções e sob a capa de fé-pública para abusar de poder através da falsificação dos factos e das leis, por acção e omissão. E porque a intenção é a burla e ao mesmo tempo o extermínio da população para a trocar por outra.

Os alunos portugueses são excluídos para garantir a entrada de estrangeiros comunistas de vários países, nomeadamente das famílias dos barões ricos asiáticos, africanos e sul-americanos.

Como funciona o regime terrorista do ensino superior?

Os alunos são obrigados a ter a decisão sobre o pedido depois de já estarem a frequentar o curso, ou seja têm de pagar a matrícula, à data de 2008/9 eszte aluno pagou 650 euros, na UAL.

A burla é combinada através das parcerias público-privadas, sistema para fazer a burla e dissimular a responsabilidade.

A burla é esta, ou seja, o Governo deixa passar vários meses até que os alunos que estão fora do interesse do regime desistam porque não podem comportar os estudos, e não devolvem o dinheiro da matrícula.

Portanto é uma burla porque os alunos não podem ingressar no ensino superior sem terem a decisão da bolsa de estudo, é um processo moroso e que dura pelo menos 6 meses, excepto para as famílias dos políticos que nem precism de estudar para terem cursos, e acumulam apoios para as os estudos, carros e casas (não precisam de trabalhar).

É lóigico que o aluno tem direito a conhecer a decisão sobre a bolsa de estudo antes de fazer a matrícula, para poder gastar dinheiro na matricula fundadamente e acautelar outras despesas de transporte e de alojamento.

Ora, o que o Estado Português faz é capturar matrículas como burla e extorsão.

A Prova é ilidível?

Não, é por isso que se prova.

Documento 1, Publicação da DGES para negar aos alunos o direiro aos estudos, neste caso um aluno que, no exame para maiores de 23, teve nota de 15 valores para entrar em Direito, na UAL, mas ao fim de 5 meses ainda não tinha a decisão sobre a bolsa de estudo.

O Estado existe para atribuir direitos e não para os negar e através de métodos de burla, usando a fé-pública para obter a confiança das pessoas, pois está a vender um serviço como bem privado e de extermínio, mas diz que é público e um direito, portanto há uma falsidade para burla, afirma uma coisa e faz o contrário.

Exposicao-1

As perguntas que ficam no ar?

A direita governa em conjunto com a esquerda no Parlamento, e nada se sabe, e nada denunciam na AR?

Ainda alguém acredita na Democracia?

Alguém acredita na Direita ou na Esquerda, ou não será que ambas são o mesmo problema?

Alguém acredita que o voto é que escolhe bem e atribui direitos por igualdade, ou so é igual quem não é perseguido?

Será que o Estado só precisa de uma parte votante para se aguentar, uma vez que o voto é apenas um direito e por isso não é obrigatório?

Se houvesse um homem ou uma mulher para governar o que fazia?

  1. Todos os serviços mas mesmo todos seriam públicos,
  2. Todos os bens de necessidade priomários seriam públicos;
  3. Todos os bens materiais seriam privados, mas mesmos todos.

E nem o serviço público e nem o privado seriam beliscados por qualquer poder político individual ou colectivo.

Porquê?

Porque o dinheito do Povo não é para investir nas bebedeiras, na posttiuição, na droga, carros casas e viagens, na corrupção para encomendar perseguições, atentados e processos-crime escondidos, furtos e assaltos, e outros gastos megalómanos que são habituais em Portugal, e onde o regime se propagandeia a si mesmo na Comunicação Social minuto a minuto.

Enfim estes são os governos socialistas e o Governo de Sócrates e seus chefes que ficam empre na rectaguarda, como António Costa, por exemplo.

E depois o processo Marquês, que só tem um ministro, então e os outros ministros não dariam mais outros tantos processos?

E os jovens sem vida nenhuma por causa desta rede terrorista que é o Estado Português?

Partilhe a informação: POVO INFORMADO JAMAIS SERÁ ESCRAVIZADO.

Deixe uma resposta