Quinta-feira, Outubro 6Bem-vindo

“LIBERDADE”

liberdade é fazer o que nos interessa, obter o que necessitamos, agir de livre arbítrio ou pela vontade e sem imposições culturais ou ideológicas mas sem violar qualquer contrato (igualitariamente), seja ele a lei, a lealdade, a igualdade, o auxílio, o direito ou o consentimento de outrem (sem que se prejudique outrem no sentido moral, material, social e económico).

Porque assim que atingimos ou prejudicamos o contrato moral, sendo este o maior contrato que está implícito em todas as sociedades para colmatar as suas falhas, evidentemente que a nossa liberdade acaba e muitas vezes através da reacção do lesado. Ou seja todos nós sabemos quando a nossa liberdade termina, é na altura em que o que fazemos ou dizemos é prejudicial, falso, desadequado ou imoral perante terceiros.

Liberdade, tudo o que me interessa e posso sem prejudicar algo, alguém, a sociedade ou a economia, porque quando prejudico ou persigo alguém com esperteza acaba aí minha liberdade, daí a reacção natural das pessoas em legitima defesa ou estado de necessidade. Em suma, liberdade é tudo aquilo que não ofende outrem e o que nos protege de qualquer abuso, opressão, perseguição, influência, cultura externa imposta, designadamente a lei e a censura legalizada para proteger os interesses e direitos dos cidadãos e suas entidades culturais e religiosas, sendo também a liberdade o caminho para a igualdade uma vez que basta a liberdade para que a igualdade natural seja atingida. A liberdade é pois o cidadão agir apenas dentro do estado de direito, ou seja sem violar o direito de outrem, o que implica negar as leis da natureza selvagem e passar a auto-determinar-se pelos deveres e direitos previstos na lei, o que por sua vez implica o esforço em reconhecer limites e desenvolver a dignidade humana moralmente.

Partilhe a informação: POVO INFORMADO JAMAIS SERÁ ESCRAVIZADO.

Deixe uma resposta