Domingo, Dezembro 4Bem-vindo

Bem

Bem, é a conduta licita e ao mesmo tempo com dolo, porque não basta a acção ser lícita mas confirmar se o é.

O bondoso ou direitista não simula a verdade e revolta-se imediatamente contra a falsidade e quer divulgar a verdade, tão só porque deseja fazer a vida com esforço e cuidado através do direito e da perseguição ao mal e para defender outrém que esteja em situação vulnerável. Ora se o bem ou a verdade for conhecido publicamente e não apenas entre o autor e o receptor (a vítima do bem), não só é conhecida a corajem como o corajoso, e, conhecida a verdade, o corajoso fica identificado para o resto da vida e cai em felicidade e aplauso de toda a sociedade. Destarte a melhor maneira de se fazer justiça e de prever o crime ilícito é a sociedade saber antecipadamente que todo o cidadão tem direito à divulgação do bem e do bondoso contra a difamação ilícita, desde que para defender a lei ou os interesses legítimos de todos os outros cidadãos.

Bem é o que é justo, a verdade, o que respeita o próximo e por isso tem cuidado com as acções e o possível resultado, fundamenta os factos e permite o contraditório no sentido de avaliar a culpa e de a reconhecer.

O bem não usa chavões para definir acontecimentos, porque isso é a prova de gostar de ser a culpa, a contrário estuda e fundamenta as suas acções e os acontecimentos no sentido do bem comum e por isso não pensa em partidos ou em culturas para aplicar a justiça, a igualdade e a liberdade.

O bem, ou seja, a verdade (igualdade e liberdade), ensina e ao ensinar dá luz a quem não entende algo, por isso ensinar e ser a verdade justa é denunciar.

Partilhe a informação: POVO INFORMADO JAMAIS SERÁ ESCRAVIZADO.