Terça-feira, Fevereiro 7Bem-vindo

Código da Verdade Justa

Código da Verdade Justa, diz que a responsabilidade ou a prevenção são mais importantes do que a verdade e a confgiança, pois até a verdade tem de ser justa e a confiança é inimiga da responsabilidade.

O autor fala da domus iusti verum, e que as prisões deviam ser encerradas, porque são o meio das máfias da função pública e dos políticos perseguirem as pessoas e de criarem negócios ilícitos em sequência, em face da apetência política agnóstica ou comunista (os ladrões) em criar escravos sob a capa de um tribunal, ao encomendar processos-crime escondidos, ou seja entre uma dinastia ou federação de partidos políticos com as suas famílias distribuídas.

Releva para o facto de que a instrução dá luz ao cidadão e por isso ele passa a identificar o bem do mal e especialmente a descobrir a causa e a intenção através da análise e do mapa psiquiátrico, daí que a forças do mal se dediquem a eliminar a educação para poderem roubar o que os outros criaram legitimamente, uma vez que ensinar é denunciar. Ou seja o mal quer pessoas rudes para as poder controlar com chavões de lavagem ao cérebro, sempre prometendo bens em troca de apoio.

É o princípio de que na 3ª fase da verdade relativa estamos do acto de conhecer ou escola, na 2ª fase passamos a entender o acto de conhecer, e na 1ª fase interagimos sobre o entendimento do acto de conhecer. Na fase 0 da verdade relativa não podemos alterar a matéria com o pensamento, porque tudo o que não é relativo não existe, mas podemos controlar a nossa própria existência ou comportamentos, o que exige uma concentração a ponto de aprender para produzir e não apenas para declarar e receber ordens, em ordem à independência humana sobre as tentações do facilitismo ou do mal.

Partilhe a informação: POVO INFORMADO JAMAIS SERÁ ESCRAVIZADO.